Como é ficar em uma casa de família no exterior

Intercâmbio para adultos com 40+
12 de junho de 2017
Intercâmbio em Londres – uma viagem cultural
26 de junho de 2017
Mostrar tudo

Como é ficar em uma casa de família no exterior

As casas de família, conhecidas também como homestay, são as mais comuns formas de hospedagem para intercâmbios no exterior. Mas como funciona? Como se comportar? Quais serão os hábitos? Você deverá seguir regras? Calma, tudo isso a gente explica! A ideia pode parecer assustadora, mas é uma das melhores maneiras de vivenciar o dia a dia de outro país.

Nova realidade

1

O primeiro passo é estar disposto a aceitar uma nova família de braços abertos. Esqueça tudo o que você está acostumado para entrar na realidade de pessoas com diferentes hábitos, costumes e personalidades.

Você não terá a opção de escolher a sua família, mas não se preocupe! Todas as famílias são criteriosamente selecionadas para abrigar estudantes. Ao se inscreverem no programa de intercâmbio, elas passam por avaliações – da escola ou do governo -, para receberem hóspedes estrangeiros.

Hospedar-se em casa de família é a melhor forma de conhecer a cultura e os nativos do seu destino, e praticar um novo idioma! Eles lhe darão apoio durante a sua jornada e farão parte do seu processo de aprendizado, podendo ajudar e intensificar o ensino da escola. Ainda existe a vantagem de que os moradores da casa podem te guiar aos melhores locais, pontos turísticos, passeios e atrações da cidade. Como direito, a família poderá escolher se oferecerá refeições, quarto individual ou compartilhado e transporte.

O segredo de uma boa relação

2

Os anfitriões com certeza lhe receberão com a mente aberta e a maior vontade de fazer você se sentir acolhido e confortável. Nada mais correto do que retribuir com cooperação e respeito, e se lembrar de que você não estará em um hotel. É seu dever colaborar com a organização e limpeza da casa. Saiba respeitar os horários, possíveis regras estipuladas e tradições da família. Para evitar qualquer mal entendido, procure saber o que a família costuma fazer, qual é sua rotina e etc. É fundamental colaborar na comunicação, fazendo perguntas e demonstrando interesse pela vida dos moradores. Em questão de pouco tempo, você estará adaptado e criará um vínculo com sua nova família para se sentir realmente em casa!

E se você acreditar que esse tipo de estadia não combina com você, sem problemas! Existem outras opções de hospedagem como a residência estudantil. Escolha a que se adeque ao seu intercâmbio e estilo de vida!