6 destinos para praticar o enoturismo - Águia Intercâmbios
Tudo sobre o intercâmbio para executivos no CERAN Belgium Spa
14 de junho de 2018
10 pratos típicos da culinária inglesa
28 de junho de 2018
Mostrar tudo

6 destinos para praticar o enoturismo

Além de gastronomia, cinema, esportes e arte, os intercambistas que buscam aliar o estudo de um idioma com outras atividades podem se aventurar no universo dos vinhos. O segmento conhecido como enoturismo é motivado pela apreciação do sabor e aroma da bebida.

Com diferentes tradições, heranças históricas, condições climáticas, qualidade do solo e variedade de uvas, cada local concede uma forma única de produção. Alguns países acabaram por conquistar maior prestígio no enoturismo, atraindo viajantes do mundo inteiro com o amplo cultivo de videiras. Os apreciadores de um bom vinho não podem deixar de conhecer os seguintes destinos:

 

Itália

Para harmonizar com os pratos de massa, a Itália encontrou nas condições ideais para a produção de vinhos uma oportunidade de expandir o enoturismo de Norte a Sul. Enquanto a Toscana produz o Chianti, um dos vinhos mais conhecidos do mundo, Piemonte esbanja variedade de uvas tintas. Já a cidade de Verona recebe o Vinitaly, o maior evento de vinhos da Itália, e a região de Campânia se beneficia da proximidade com o mar, a altura das montanhas e o solo vulcânico para o bom desempenho na produção de vinhos.

 

Califórnia

A Califórnia se consagrou como o maior produtor de vinhos dos Estados Unidos. O estado costeiro de praias, montanhas e clima mediterrâneo cultiva cerca de 100 tipos de uvas. O destaque é para a uva Cabernet Sauvignon, originária da França e a uva Zinfandel, patrimônio nacional. Somando mais de 600 vinícolas, as regiões vizinhas de Napa Valley e Sonoma se dedicam exclusivamente ao enoturismo. Enquanto isso, as cidades de Santa Cruz, Santa Bárbara, San Diego, Mendocino e Amador continuam a crescer no ramo.

 

Chile

Graças à localização, variedade climática e diversidade geográfica, o Chile pode se considerar um país abençoado quando o assunto é o controle de pragas que prejudicam a qualidade das uvas. De inspiração francesa, o Chile foca a sua produção em vinhos tintos, utilizando em muitos rótulos a uva Cabernet Sauvignon. Com mais de 117 mil hectares de vinhedos, o país concentra  vinícolas nos vales de Casablanca, Colchagua, Maipo e Maule.

 

Portugal

A forte tradição vitivinícola e a extensa variedade de vinhos fazem com que Portugal ofereça roteiros de destaque no enoturismo. Além de adegas, quintas, vinícolas e caves, o país permite uma viagem pelo universo de costumes, técnicas e tradições ao longo da história dos vinhos portugueses. Dois prestigiados vinhos são produzidos no país: o vinho do Porto e o vinho da Madeira. Outras regiões, como o Alentejo, o Vale do Tejo, o Minho e Lourinha também concentram grandes produtores.

 

África do Sul

Com vinhos encorpados, saborosos e equilibrados, a África do Sul cultiva uma incrível variedade de uvas. Símbolo do enoturismo no país, a uva Pinotage foi desenvolvida na região a partir da mistura entre as uvas Pinot Noir e Cinsaut. No entanto, variedades francesas de castas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cyrah também fazem sucesso nos vinhedos africanos. A área de Western Cape concentra as regiões vitivinícolas mais importantes do país, principalmente nas cidades de Stellenbosch, Franschhoek e Paarl. O país ainda abriga a Cabo Route 62, a rota vinícola mais longa do mundo.

 

França

Enraizado na cultura da França, o país não poderia deixar de liderar a produção de vinhos do mundo. Tintos, rosés e espumantes das mais diversas cores, aromas e sabores atraem a atenção para praticar o enoturismo no país. Entre as 15 regiões vinícolas, Bordeaux se destaca como a mais importante, com castas de Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. Em seguida, a região de Bourgogne é propícia para a produção da bebida Chardonnay e Pinot Noir. Por último, Champagne produz vinhos espumantes, como os prestigiados rótulos da Moët & Chandon.

 

 

E aí, topa embarcar nessa aventura com a Águia? Confira o nosso programa de italiano, culinária e vinhos em Salerno!