A experiência de High School no exterior - Águia Intercâmbios
As comidas típicas que você precisa experimentar em Nova York
13 de abril de 2018
Cape Town
Diário de viagem: intercâmbio cultural em Cape Town
24 de abril de 2018
Mostrar tudo

A experiência de High School no exterior

Adolescentes de 14 a 18 anos que cursarem ou estiverem prestes a entrar no Ensino Médio, podem ter a experiência de um ano ou semestre letivo no exterior. Além de impulsionar a fluência em outro idioma, estudar em uma escola de outro país garante maior maturidade do aluno. Assim, o adolescente aprende a ser mais tolerante, a dar valor ao que tem e ao que pretende se tornar como pessoa adulta.

 

Como funciona?

No programa de High School, o estudante terá aulas de disciplinas de ciências exatas, ciências físicas e biológicas, idioma, ciências sociais e educação física no idioma local. Um desafio que certamente exigirá muita persistência e esforço! O aluno será direcionado para uma sala de aula apropriada para sua idade e de acordo com suas notas. Ele deverá se envolver nas atividades acadêmicas dentro e fora de sala, fazer as tarefas de casa e participar de debates entre a turma. O período de estudos no exterior é válido no Brasil com o selo de autenticidade do consulado brasileiro.

É possível estudar em escolas públicas ou particulares. Entre os países mais indicados para o programa estão os Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. O estudante precisa apenas escolher o tempo de duração, o destino e a escola do intercâmbio de High School.

 

Acomodação

Para imergir ainda mais na cultura do destino, o estudante terá a oportunidade de morar com uma família anfitriã, viver sua rotina e auxiliar nas tarefas de casa diárias. A família pode ser composta de diversas maneiras, não sendo obrigatório seguir o modelo tradicional de pai e mãe. O estudante aprenderá a respeitar os horários, as crenças e as regras de sua nova família.

 

O que é necessário?

O aluno precisa comprovar estar cursando o ensino médio e ter o nível intermediário do idioma. Seu histórico escolar deve ser inteiramente traduzido para a língua local por um tradutor juramentado e em seguida, validado na Secretaria de Educação do Estado em que nasceu.

Durante o processo, o adolescente é submetido a um teste de avaliação do nível de proficiência linguística. Ele também deve preencher um dossiê com seus interesses, características e outras informações para traçar o perfil da família hospedeira.

Antes de embarcar, o aluno recebe informações e fotos de sua nova casa e família para entender melhor a dinâmica da homestay.

É importante iniciar o processo com antecedência, visto que alguns países possuem diferentes datas de ano letivo.

 

Entre em contato com a Águia Intercâmbios e garanta uma valiosa experiência de aprendizado!