Os tipos de acomodação mais comuns para um intercâmbio

Os tipos de acomodação mais comuns para um intercâmbio

Os destinos da Águia para um intercâmbio a dois no exterior
16 de maio de 2018
10 razões para fazer intercâmbio na França
8 de junho de 2018
Mostrar tudo

Os tipos de acomodação mais comuns para um intercâmbio

Quando o assunto é intercâmbio, a acomodação é um dos fatores mais determinantes para uma experiência memorável. Afinal, você precisa escolher uma nova casa durante o período de estudos no exterior, e nada mais justo do que ela combinar direitinho com a sua personalidade e o seu objetivo de viagem.

É importante ressaltar que não existe uma forma de hospedagem mais correta no geral. Existe apenas aquela que se encaixa melhor no seu estilo de vida!

Primeiro, você precisa ter conhecimento do destino, as possibilidades de locomoção e por fim, as opções de estadia. Vale lembrar que não é possível estabelecer um orçamento médio para cada , visto que existe enorme variação entre os destinos. Então vamos lá:

 

Casa de Família

A casa de família, conhecida também como homestay, é a acomodação mais tradicional no universo de intercâmbio. Escolhida aleatoriamente, a família pode ser de um casal, um casal com filhos ou até mesmo uma única pessoa, não existindo um padrão. Outro fator que varia é a estrutura da casa, podendo ser adaptada ao frio e com quartos na área do subsolo, chamada de basement.

Na homestay, você tem a oportunidade de viver em uma total imersão cultural, conhecer os hábitos e o dia a dia dos moradores, além de praticar o idioma e observar o modo de comunicação entre os nativos. No entanto, você deverá se adaptar às regras e horários impostos pela família, colaborar com as atividades domésticas, demonstrar interesse e em certas ocasiões, abrir mão da sua liberdade.

Em algumas casas, é possível que a família ofereça facilidades como refeições, roupa lavada ou transporte até a escola. Enquanto as casas de famílias estão situadas em bairros residenciais, as escolas geralmente encontram-se nos centros das cidades, numa distância de 40 a 60 minutos.

 

Residência Estudantil

No geral, a residência estudantil consiste em uma simples acomodação para abrigar estudantes do mundo todo. O formato do local pode variar bastante, podendo oferecer quartos e banheiros individuais ou compartilhados e estar localizado dentro de escolas e universidades ou em prédios próximos ao local de estudo.

Na residência, você irá conviver com pessoas que compartilham o mesmo objetivo de viagem em um ambiente mais descontraído. Isso não quer dizer que você não terá que colaborar com a organização e limpeza do local e obedecer às regras impostas pela administração do prédio. Nesse caso, o espírito de compartilhamento inclui a bagunça e os hábitos de outros estudantes. Apesar de haver mais liberdade, existem regras de convivência que devem ser respeitadas, como o horário de silêncio.

Apesar dos maiores custos com alimentação, as residências estudantis contam com a vantagem de localizações privilegiadas. Enquanto algumas ficam dentro do campus da escola, outras encontram-se em uma distância de apenas 15 minutos de caminhada.

 

Apartamento

Alugar um quarto ou apartamento é uma opção cada vez mais frequente entre as escolas. Apesar de ser sinônimo de maior independência, as instalações continuam sendo divididas por alunos em menor quantidade.

Essa é a melhor opção para quem preza pela privacidade, ao mesmo tempo em que exige mais disciplina para deixar o local organizado e respeitar os outros moradores. Em alguns casos, você pode seguir seus próprios horários e até mesmo montar a sua própria decoração. Mas atenção, a escolha do local torna-se essencial, o qual deve oferecer os equipamentos e facilidades necessárias para uma estadia completa.

A localização pode ser central ou um pouco mais afastada, e mesmo assim, mais próximas do que casas de família.

 

Hostel

O hostel funciona como um hotel, mas com as dependências, como cozinha e banheiro, compartilhadas. Seu maior diferencial é incentivar a interação entre seus hóspedes, com ambientes e atividades de lazer.  Mais acessível, o hostel costuma atrair muitos estudantes com preços camaradas e até mesmo com parcerias com escolas de idiomas. No hostel, os hóspedes não se restringem apenas à estudantes, podendo ainda acomodar turistas ou moradores de outras cidades do destino.

A acomodação é indicada para quem gosta de conviver com viajantes do mundo todo e não se incomoda em dividir instalações básicas. No entanto, é necessário dobrar a atenção com objetos e pertences pessoais.

 

E aí, com qual acomodação você mais se identificou? Divide com a gente nos comentários!