Intercâmbio na terceira idade, vale a pena? - Águia Operadora

Intercâmbio na terceira idade, vale a pena?

Conheça Fort Lauderdale, a Veneza Americana
24 de setembro de 2019
10 mitos e verdades sobre intercâmbios
4 de outubro de 2019
Mostrar tudo

Intercâmbio na terceira idade, vale a pena?

Se você acha que intercâmbio é apenas para jovens e estudantes, está muito enganado. Por definição, intercâmbio é a troca entre nações. Esta troca pode ser de idioma, cultura, religião, costumes e tradições. Portanto, este tipo de viagem não faz qualquer distinção de idade e representa uma das formas mais proveitosas e interessantes de se expandir o conhecimento! E não seria diferente com o intercâmbio na terceira idade.

A vivência humana é subdividida em algumas fases que compreendem desde a primeira infância, infância, adolescência, juventude, fase adulta e a terceira idade. Cada uma delas é dotada de suas próprias características. Neste sentido, a terceira idade é, provavelmente, a etapa mais rica e proveitosa dessa jornada!

Filhos criados, estabilidade financeira e tempo de sobra. Este é o cenário que descreve boa parte das pessoas com mais de 60 anos. O que poderia ser visto como cansativo e tedioso para alguns, é a oportunidade perfeita para outros que decidiram tirar o máximo proveito da vida que conquistaram.

Após anos de trabalho e responsabilidades familiares, o primeiro pensamento de muitos idosos é descansar. Acontece que depois de algum tempo o descanso pode se tornar enfadonho, fazendo surgir a necessidade de algo mais.

Benefícios do intercâmbio na terceira idade

Não há dúvidas de que viajar seja uma das melhores formas de manter corpo e mente ativos. Também por isso, pesquisas mostram que o número de idosos nos aeroportos e rodoviárias é crescente. A experiência de vida e o conhecimento adquirido com os anos certamente tornarão qualquer viagem muito mais proveitosa!

O intercâmbio, além de promover aprendizado de forma muito mais rápida e intensa, ainda tem como vantagem ser, muitas vezes, mais recompensador do que viagens de turismo. Portanto, por que não aproveitar a oportunidade para aprender um novo idioma e conhecer outras pessoas, lugares e costumes?

Diversas pesquisas mostram que há uma série de benefícios adquiridos ao se aprender outras línguas na terceira idade. Isso porque esse tipo de atividade torna o cérebro mais ativo, criando novas conexões e melhorando significativamente a memória.

A lista de benefícios é extensa e não acaba por aí. Além de todos os ganhos à saúde mental, este tipo de viagem melhora – e muito – a saúde emocional. Os reflexos positivos são visíveis tanto no quesito sociabilidade quanto na saúde física. Isto porque as viagens incluem passeios, caminhadas e atividades ao ar livre. O resultado é o ganho de autoestima e confiança, melhora do humor, aumento na atividade cerebral e impulsionamento intelectual.

Portanto, o intercâmbio na terceira idade não se trata apenas de lazer, mas também de saúde, prazer, sonhos e realização pessoal.

A melhor idade para viajar

Outra vantagem deste tipo de intercâmbio, em relação ao realizado pelo público mais jovem, é a disponibilidade de tempo. Na terceira idade, costuma-se ter mais maturidade e liberdade de tempo para aproveitar integralmente a experiência.

Além disso, a procura pelo intercâmbio na terceira idade é crescente e representa uma mudança de paradigmas deste público. A melhor idade, afinal de contas, pode ser a melhor fase para aproveitar, de fato, a vida.

Para onde ir?

Não existe destino melhor ou pior para o intercâmbio na terceira idade! O que muda é apenas a configuração da viagem, a fim de proporcionar uma experiência mais proveitosa e agradável.

É possível embarcar em grupos menores, como também viajar sozinho. Quem já fez esta última opção garante que não há o que temer! Já que os países estrangeiros, em geral, são seguros e possuem excelente infraestrutura para o turista, seja qual for a idade. A viagem pode ser feita sozinha, em casal, em grupos ou mesmo entre avós e netos.

Destinos como Itália, França, Espanha, Canadá, Malta e Austrália são bastante procurados por intercambistas na ter ceira idade. Contudo, existem muitos outros destinos possíveis para quem quer desbravar o mundo e ampliar o conhecimento.

Seja para conhecer pessoas, aprender ou aprimorar outro idioma, ir às compras ou descobrir a gastronomia local, o intercâmbio na terceira idade é uma excelente alternativa de viagem! Não importa o objetivo ou o destino, uma coisa é certa: sua bagagem de conhecimento jamais retornará igual.

 

Vamos programar seu intercâmbio? A Águia Intercâmbios é parceira de escolas em diversas partes do mundo! Seja em grupo ou individual, conte conosco para fazer seu intercâmbio na melhor idade!