Relato de viagem: Grupo Águia Tailândia 2019 | Águia Operadora
Irlanda do Norte e República da Irlanda: o que você precisa entender
14 de novembro de 2019
Conheça os tipos de trabalho voluntário para fazer em 2020
12 de dezembro de 2019
Mostrar tudo

Relato de viagem: Grupo Águia Tailândia 2019

Viajar para a Tailândia é uma experiência transformadora! Esse destino estonteante é repleto de paisagens bonitas e a cultura local esteve presente em cada canto, cada passeio em todos os momentos da programação.  Ninguém melhor do que quem participou do nosso programa de intercâmbio cultural no país este ano para confirmar isso.

Para contar como foi vivenciar os costumes da Tailândia de forma autêntica, trouxemos os relatos das experiências de duas integrantes do Grupo Tailândia 2019 da Águia Intercâmbios, que vão fazer você querer organizar sua viagem o mais rápido possível. Venha com a gente nessa aventura!

Uma experiência inesquecível

A Gladys Haluch estava com uma grande expectativa quanto a tudo que veria e vivenciaria durante os 14 dias de viagem pelo país, uma vez que o roteiro exclusivo incluía uma imersão no dia a dia de comunidades locais.  A partir de agora a gente confere as belas impressões da Gladys ao chegar à Tailândia.

“A Águia elaborou o programa, que contou com um grupo muito coeso e animado, formado por pessoas que estavam de coração aberto para vivenciar experiências novas e inesquecíveis.

Assim que desembarcamos em Bangkok, já nos deparamos com o calor, com a grande quantidade de pessoas e com diferentes sons, cheiros e cores. Dali partimos para outras cidades e no caminho nos deparamos com muitas feiras e mercados típicos.

O céu costuma ser alaranjado e o amanhecer foi fresco e gostoso. Já de dia o calor é muito forte. Se estava escaldante no inverno, imaginem no verão!

Uma das curiosidades da Tailândia é o preparo de comida na rua, em estradas e nas calçadas, tudo incrivelmente feito em pequenas cozinhas móveis. Os tailandeses preparam os alimentos, comem e lavam tudo ali mesmo.

Outra diferença foi a presença de muitas motocicletas nas ruas. O trânsito é bastante tumultuado, mas não percebemos o uso de buzinas e nem vimos acidentes.

Espiritualidade na Tailândia

A religiosidade fez parte de toda a viagem, especialmente durante a visita aos templos. Lá vimos o respeito que os tailandeses têm ao Buda e às imagens consideradas sagradas por eles. Um costume bem interessante é a oferenda de flores e incenso.

Para entrar em qualquer templo e nas áreas voltadas à alimentação, é necessário estar sempre de pés descalços. Essa é uma forma de cuidar do que eles consideram mais sagrado: alimentos e espiritualidade.

Visita a um santuário de elefantes

Outro marco sensacional da viagem foi a passagem pelo santuário de elefantes que conhecemos, onde sete fêmeas são tratadas com muito respeito e bastante cuidado. Elas pesam aproximadamente 3 toneladas e consomem cerca de 100 Kg de alimentos por dia.

A infraestrutura do santuário é muito bacana e ele nos proporcionou a chance de preparar a comida dos elefantes, alimentá-los e levar os animais para caminhar pela floresta. Também presenciamos o banho de lama e brincamos com eles em um rio. Esse momento de pura alegria fez o espírito de criança aflorar em cada um de nós. Foi sensacional!

Aprendizado com crianças nativas

Fizemos trabalho voluntário auxiliando na limpeza de louça e de acomodações. Um dos momentos mais especiais foi o encontro com as crianças na escola que visitamos. Observamos uma diferença muito grande em relação ao dia a dia escolar no Brasil, pois na Tailândia a infraestrutura deles é muito escassa.

Como elas são alfabetizadas na língua tailandesa e em inglês, acredito que o futuro delas será bem promissor e elas terão mais oportunidades que seus pais. Apesar das dificuldades que enfrentam diariamente, as crianças demonstraram ser agradecidas por tudo que têm. Gratidão é uma forte característica do povo tailandês, que é admirável por ser feliz com tão pouco.”

Oportunidade de aprendizado

Quem também adorou o nosso Grupo Tailândia foi Rosana Ferro. Ela contou que a natureza exótica do lugar é tão bonita quanto as características do Brasil.

“Os lugares que visitamos são deslumbrantes e nos mostraram como os tailandeses valorizam a religiosidade. A fé das pessoas é essencial para elas aproveitarem os poucos recursos que têm, sempre sorrindo e agradecendo, o que é lindo de ver.

O país é fantástico e eu fiquei encantada com este lugar ensolarado, alegre, criativo e com uma cultura milenar que nos trouxe um aprendizado maravilhoso. Os brasileiros podem aprender muito com a Tailândia.

Amei a Tailândia e gostei demais de ter passado duas semanas no país. Foi muito interessante vivenciar uma cultura tão diferente da nossa. A viagem foi boa, barata e deu vontade de ficar mais. Se você puder, participe do programa da Águia!”